Quando “coragem” se torna o nosso nome do meio!

Quantos sonhos temos guardados no nosso passado? Quantas vezes achámos que não seríamos suficientemente capazes de os realizar porque a forma como vivemos não o permite? Quantas vezes nos deitámos à noite a pensar de que forma podemos tornar a nossa vida útil, para nós e para os outros?

Chamem-nos loucos. Vamos dar a volta ao Mundo. Com uma mãe que deixou para trás um emprego de 10 anos, com um bebé de quase 2 e com um pai insuficiente renal. Vamos provar-vos que não existem motivos para deixarmos de viver. Para deixarmos de sonhar. Para não sermos gratos pelo que temos.

Iremos mostrar ao Guilherme que a diferença não existe, simplesmente porque não existe algo que estabeleça o que é normal. Vai poder contar a sua própria história e vai tirar as suas próprias conclusões através das experiências que tiver. A escola dele será o Mundo.

Vamos ensinar pais a viajar com crianças, vamos ensinar pacientes com limitações iguais ou idênticas às do Filipe a procurar os melhores sítios para os tratamentos, vamos mostrar que nunca temos nada que nos prenda verdadeiramente aos sítios onde estamos e aos sítios onde vivemos. Mesmo que isso nos custe a reprovação de algumas pessoas que amamos.

Esta é a nossa vida e foi desta forma que a decidimos viver. Vendemos o tuktuk, vendemos a casa e, em breve, venderemos tudo o que estava lá dentro. Vamos viver de experiências e de amor. Seremos cobaias por nós e por cada um de vocês. Cada um de nós conta uma história. Qual é a vossa?

Share the love:

12 thoughts on “Quando “coragem” se torna o nosso nome do meio!

  1. QUAndo os meus pais me chamarem sonhadora cada vez que lhes digo que estou cansada da minha vida profissional e quero arriscar para puder viver o meu filho, ai Vou-vos apresentar. VoCês são a minha loucura. Estou aqui para seguir essa magia

    1. Estaremos à distância de um clique para sermos apresentados. Todos os pais têm medo das asas que os filhos acabam por ganhar, mas é justo! Nós compreendemos. Só temos a desejar força para seguir os seus sonhos e para encontrar o que realmente a deixa feliz. Um beijinho!

  2. Vocês realmente sao uma inspiração… o meu filho nasceu com insuficiência renal crônica, tem um rim apenas. E, sinceramente nao sei o que o futuro lhe reserva com 6 anos e tem a VIDA pela frente… receio hemodiálise

    1. Ficamos a torcer para que a vida seja sempre boa para ele. Se um dia alguma coisa acontecer estaremos cá nós para ajudar e inspirar. Vai correr tudo bem! Um beijinho muito especial ♥️

  3. Não temos de dexar a doença travar os nossos sonhos! Sou insuficiente renal à 5 anos e continuo a fazer as viagens de férias. è mais complicado, mas com calma e carinho tudo se faz! Força…Coragem!

    1. Tão bom receber comentários assim. Saber que alguêm que está na mesma condição que eu que continua a viajar. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *